Prefeitura faz obras para melhorar tráfego na Rua Aristides Teixeira

Notícias

Nova faixa é uma das adaptações viárias na região do binário Mateus Leme-Nilo Peçanha

A Prefeitura está fazendo adaptações viárias para melhorar a circulação de veículos no entorno do binário Mateus Leme/Nilo Peçanha. O foco da nova intervenção é o cruzamento da Avenida Cândido de Abreu com as ruas Aristides Teixeira (continuação da Roberto Barrozo, que começa no bairro Vista Alegre) e Comendador Fontana, no Centro Cívico.

Para desafogar a Aristides Teixeira, que recebe parte do tráfego vindo do binário, a Superintendência de Trânsito (Setran) reposicionou o semáforo já existente entre Cândido de Abreu e Aristides Teixeira. A alteração foi feita na última semana e visa criar condições para reduzir a área do canteiro existente no local e, assim, alargar a pista.

Com isso, será possível abrir uma nova faixa de tráfego para os veículos que vêm da Aristides Teixeira. Os motoristas que hoje trafegam à direita desta via terão a possibilidade de seguir por ela para chegar à Comendador Fontana. Atualmente isso só é possível para os carros que estão nas faixas esquerda e central.

Quem trafega pela direita só pode fazer a conversão à direita na Cândido de Abreu (sentido Praça Tiradentes). As obras para permitir o alargamento da Aristides Teixeira vão começar nesta segunda-feira (12/03), com o início da retirada do canteiro central do local. A previsão é que esse serviço de manutenção termine na quarta-feira (14/03).
 

Binário

O binário entre as ruas Mateus Leme e Nilo Peçanha foi implantado em novembro de 2017. De lá para cá, o comportamento do motorista que passa pela região foi observado por equipes técnicas e algumas alterações foram executadas pela Setran para tornar o trânsito mais seguro para pedestres, veículos e ciclistas.

Uma nova faixa de pedestres foi pintada no cruzamento da Nilo Peçanha com Senador Xavier da Silva. Foi reduzida a velocidade máxima permitida tanto na Nilo Peçanha como na Mateus Leme, de 60 km/h para 50 km/h - em trechos com grande circulação de pessoas, o limite permanece de 40 km/h e, próximo a escolas, de 20 km/h.

Além disso, equipes da Escola Pública de Trânsito (EPTran) desenvolveram ações educativas para chamar a atenção dos motoristas sobre o novo limite de velocidade. Desta forma, é possível utilizar radares estáticos - aparelho acoplado a um tripé - no trecho, conforme previsto em legislação específica.

Boletim de trânsito

Trânsito